Emagis promove pesquisa com magistrados para detectar demandas e definir agenda de cursos para 2018

A Escola da Magistratura (Emagis) do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) iniciou na última sexta-feira (1º/12) uma pesquisa – Levantamento de Necessidades de Capacitação - com os juízes e desembargadores federais que fundamentará o planejamento da programação de cursos do próximo ano. Com o entendimento de que a responsabilidade pelo aperfeiçoamento profissional deve estar cada vez mais nas mãos dos próprios juízes, a Escola pretende com essa pesquisa produzir uma escala de prioridades dos assuntos baseada no que os magistrados apontarem em ordem de importância. O diretor da Emagis, desembargador federal Victor Luiz dos Santos Laus, ressalta a importância da participação na pesquisa. “O magistrado é um parceiro das atividades do dia a dia da escola do tribunal, e o êxito de nossas atividades está ligado diretamente aos retornos que o juiz pode dar. O magistrado é o maior interessado. São poucos os profissionais que têm a possibilidade de se qualificar, se aperfeiçoar, investir no seu conhecimento, ainda mais no âmbito público”, avaliou o desembargador. No levantamento, são listados 20 temas, entre eles, administração judiciária, demandas repetitivas e grandes devedores, aprofundamento em áreas do Direito, ética na magistratura, execução penal, impacto social, econômico e ambiental das decisões judiciais, media training, métodos consensuais de resolução de conflitos, técnicas de elaboração de sentenças e tutelas de urgência recorrentes e impactantes. No formulário de respostas, os magistrados devem responder ao lado de cada tema se consideram este de prioridade alta, média ou baixa. Com o gráfico de respostas, a Emagis organizará o cronograma de cursos para 2018. A Escola enviou um link da pesquisa por e-mail para os 430 magistrados da 4ª Região. A partir de amanhã haverá também link no Portal do TRF4/página da Emagis para acesso direto. Feito por meio virtual, o levantamento estará disponível até o dia 10 deste mês. A Escola pretende, com a iniciativa, aprimorar as atividades formativas para os magistrados.
05/12/2017 (00:00)
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  17609